sexta-feira, 16 de junho de 2017

Powerlifting, o que é e como usar em seu treino!

Powerlifting 
 
Determinados esportes, vem ganhando muito espaço na mídia e nas redes sociais, nos últimos anos. O fisiculturismo, que era muito específico, vem ganhando bastante espaço. O MMA, que era tido como um esporte marginal, também ganhou as graças da grande população. Neste mesmo contexto, o levantamento de peso, seja o LPO, seja o powerlifting, também ganharam espaço.

 Esta popularização é muito importante para que um novo esporte, sério e altamente competitivo, ganhe espaço em meio a população em geral. Mas afinal, o que é o powerlifting?

O que é powerlifting?

O powerlifting é um esporte, em termos práticos, simples. Tanto é, que muitos o consideram como um precursor do LPO. Basicamente, o powerlifting é um esporte de força, onde quem consegue, dentro das regras e de sua categoria, levantar a maior quilagem, vence.
Mas como assim levantar o maior peso?

São 3 exercícios que compõe o powerlifting:

– Supino
– Agachamento
– Levantamento terra (peso morto).

Estes 3 exercícios, compõe a competição de powerlifting. Mas engana-se quem pensa que apenas a quilagem é relevante. No powerlifting, há um índice que correlaciona o peso corporal, com o peso deslocado. Com isso, temos uma premiação mais justa, para quem é, de fato, o mais forte em termos gerais.

Além disso, é feita uma soma dos 3 exercícios. Com isso, o atleta de powerlifting é obrigado a desenvolver diferentes técnicas e movimentos. Com isso, exige-se um atleta mais completo.

Além disso, o powerlifting é dividido em categorias. Veja como é feita esta divisão:

Categorias no Masculino:

  • – Até 52 kg (este peso vale somente para sub-júnior e júnior)
  • – 56 kg
  • – 60 kg
  • – 67,5 kg
  • – 75 kg
  • – 82,5 kg
  • – 90 kg
  • – 110 kg
  • – 140 kg
  • – Acima de 140 kg.

Categorias no Feminino

  • – Até 43 kg – apenas para Sub-Junior e Junior
  • – Até 47,0 kg
  • – Até 52,0 kg
  • – Até 57,0 kg
  • – Até 63,0 kg
  • – Até 72,0 kg
  • – Até 84,0 kg
  • – Acima de 84,0 kg
Desta maneira, o powerlifting é um esporte de base. Ele é feito por pessoas que tem um propósito principal em seu treinamento: o aumento da força máxima.

É lógico que, dentro da periodização de um atleta de powerlifting, há variações. Mas no final, o objetivo principal é justamente, o aumento de força. Para entender melhor o que é o clima que envolve o powerlifting, veja este vídeo!


Powerlifter Vs Bodybuilder, quais as diferenças?

Em questão de objetivo, no powerlifting o foco do atleta é levantar a maior carga possível nos três exercícios citando no inicio do artigo: agachamento, supino e levantamento terra. Durante a competição os juizes vão jugar quem levanta a maior carga.
Já no bodybuilding o foco principal do atleta é a estética. O atleta além de ter uma presença de palco, precisa ter um conjunto de atributos que envolvem um grande volume de massa muscular, ter a maior simetria possível e com aparência seca e definida. Durante as competições os juizes vão julgar quais os atletas que melhor se destacam nos atributos destacados.

Ainda envolve outras características que diferenciam um powerlifter de um bodybuilder, como a preparação através dos treinos, dieta, fisiologia aplicada, enfim, esse é apenas um resumo das principais diferenças de cada um.

Como é o treino de powerlifting?

Este é um ponto muito importante. No geral, o treino de um powerlifter é focado no aumento da força máxima. Além disso, não há a necessidade, dentro do esporte, de ele fazer inúmeras repetições. Por isso, tanto treino, como dieta, são focados no aumento da força máxima.

Para isso, porém, precisamos desenvolver outros elementos. Força máxima é uma qualidade física que pressupõe o desenvolvimento de outras. Resistência muscular localizada, resistência de força, flexibilidade e técnica de execução, interferem diretamente na produção de força máxima.

Além disso, somente em momentos bem específicos da periodização é que temos um aumento considerável nos estímulos metabólicos. Na verdade, usa-se no geral, este tipo de estímulo apenas como período de choque.

No geral, a grande predominância, dentro do treino de powerlifting, é de movimentos específicos e poucas repetições por série.

É muito importante salientar, neste contexto, que no caso do powerlifting, não há foco em estética ou hipertrofia. Todos os treinos são focados em desempenho. Por isso, é comum vermos atletas de alto rendimento de powerlifting, que aparentam ser “gordinhos”.

Mas e no seu caso, que treina para melhora da qualidade de vida, hipertrofia, desempenho ou emagrecimento, como pode ter benefícios com o treino de powerlifting?

Como o powerlifting se enquadra em seu treino de musculação?

De forma geral, podemos usar coisas boas que o powerlifting tem e aplica-las ao cenário da musculação. Por ser um esporte que visa o desempenho, em dados momentos da periodização, é possível usar algumas realidades do powerlifting, para a musculação.

Uma das formas mais comuns, é usar em ciclos básicos da periodização, treinos focados no powerlifting, para o desenvolvimento da força máxima.

Como temos 3 movimentos básicos, que envolve atividades motoras básicas, poderemos usar os 3 exercícios que compõe o powerlifting, para desenvolver a força máxima de forma geral.

Você pode usar o agachamento, levantamento terra e supino, de forma sistematizada e adequada as suas realidades, para desenvolver sua força máxima.

Porém, pela especificidade destes movimentos, é interessante usar apenas em alguns momentos específicos. Uma semana, por exemplo, de treinos apenas de powerlifting. Para isso, é importante que os músculos envolvidos diretamente nestes movimentos, estejam bem fortalecidos.

Por isso, mesmo que seja usado o powerlifting em períodos básicos, é importante não ser já no início do macrociclo.

Outra possibilidade, do treino de powerlifting, dentro da musculação, é para a melhora do desempenho. Dentro da parte motora, os movimentos envolvidos no powerlifting são básicos (faltando apenas a puxada para os mais básicos). Com isso, um atleta de outros esportes, por exemplo, pode ter grandes benefícios na utilização do powerlifting na melhora do desempenho.

As aplicações do powerlifting, dentro da musculação, são muitos. Porém, tudo depende de sua periodização, da forma como você está se desenvolvendo e de suas individualidades. Por isso, sempre treine com a orientação de um bom profissional! Bons treinos!

 
 
 
Fonte: Trino Mestre 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog