segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

dicas para profissionais de educação física se darem bem em 2017

dicas para profissionais de educação física se darem bem em 2017

Nada melhor do que começar o ano com metas claras e objetivas. Se planejar significa ganhar tempo e saltar na frente quando a questão é mercado e carreira. 2016 foi um ano atípico para os brasileiros, que prejudicados por uma crise política e econômica, tiveram que se reinventar durante os 365 dias para manterem-se firmes e focados em suas atividades.

O desafio para 2017 é encontrar nas dificuldades, oportunidades! Pensando nisso, trouxemos a opinião de alguns especialistas da educação física, de várias partes do país, destacando possíveis caminhos que podem ajudá-lo a decolar nesse ano. São conselhos ou “dicas” de situações que podem diferenciá-lo e que, no mínimo, valem uma reflexão.
Esperamos que gostem e que coloquem em prática tudo aquilo que planejaram para esse ano. Superação é palavra de ordem na nossa área! Enjoy!

Denis Pereira

“O ano de 2016 não foi fácil para muitas profissões, a Educação Física não ficou imune à recessão que ocorreu no ano passado e para 2017 o panorama não parece ser tão diferente. Por isto neste ano que se inicia é indicado que os profissionais de Educação não fiquem estagnados ou caiam na mesmice, saiam da zona de conforto, inovem, ousem, criem e estudem, pois, ter um diferencial em relação aos outros profissionais é primordial para driblar a crise. Torne sua aula mais agradável, cative seus clientes, apresente coisas novas, mostre que você é diferenciado.”
Professor de Educação Física Escolar
Ms. em Governança Esportiva

Talmo Oliveira

“Um feliz 2017 aos profissionais de Educação Física. Sabemos que estamos atravessando momentos difíceis em diversos setores e não é diferente em nossa área. A minha dica é que ainda temos um grande diferencial com nosso conhecimento e com nossa proximidade com o público oferecendo um bem-estar diferenciado, podemos nos reinventar a cada dia. Busquemos em nosso “balaio” do conhecimento, as ferramentas necessárias para entregarmos o que as pessoas mais necessitem. Mãos à obra!!!”
Campeão Olímpico 92
Ms. em Administração em Gestão de Esportes

Rafael Alberico

“2016 foi um ano de superação com toda a crise política e econômica do país. Ainda bem que superação é a palavra de ordem para a área da educação física. Além disso, é na dificuldade que surgem as oportunidades! Eu acredito que para 2017 se diferenciará o profissional de educação física que caminhar para a área da gestão do esporte.
Essa é uma área que cresce muito, ainda não tem uma mão de obra específica, até porque a maioria das pessoas que trabalham com isso não vem da educação física, costumam vir da administração, e que os números e oportunidades para quem estiver preparado parecem promissores. Você pode se especializar para gerir uma organização esportiva, alguma instalação, enfim, organizar o esporte com o feeling de quem conhece do assunto. Eu apostaria nisso para 2017!”
Professor Universitário
Ms. em Marketing no Esporte
Editor do Portal da Educação Física

Robson Guerreiro

“2017 continuará com as dificuldades no mundo esportivo, pois os grandes eventos passaram e nada ficou para a sequência do esporte brasileiro. A nossa categoria precisa estar mais unida e mais preparada para as oportunidades que surgirem, só assim poderemos deixar para trás todos os modelos pré-históricos que ainda estão impregnados em federações, clubes, secretarias de esportes. Conhecimento, gestão e esporte precisam andar juntos para que haja a mudança tão aguardada.”
Preparador físico de alto rendimento
Professor e Palestrante
Ms. em Governança Esportiva 


Fonte: Educação Física

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog