terça-feira, 29 de março de 2016

HCG e emagrecimento, vale a pena usar?


O HCG é muito mais do que um hormônio, pois se transformou em uma dieta, quase um estilo de vida. Mas será que vale a pena utilizá-lo? É o que iremos mostrar neste artigo!

 Dieta HCG
Chega a ser engraçado como as pessoas tem a necessidade de terem heróis, humanos ou não, para idolatrarem. Basta algum produto ou método começar a dar resultados melhores em determinados contextos, que temos uma legião de fãs incondicionais defendendo seu uso de qualquer forma. Com o HCG não é muito diferente.

A utilização deste hormônio, que é liberado em quantias enormes durante a gravidez, vem sendo indicado para o emagrecimento. Mas será que ele é de fato efetivo?

Muita coisa precisa ser analisada. Apontar um ou outro estudo, sem levar em conta o contexto, público alvo e objetivos, não nos dará uma resposta contundente. Mas é lógico que podemos sim, traçar um cenário mais completo com a utilização de estudos devidamente interpretados.

Mas antes de falarmos disso, é importante entender o que é HCG!

HCG, entenda o que é esse hormônio!

HCG (gonadotrofina coriônica humana) é um hormônio que nosso corpo produz durante a gravidez pelas células que formam a placenta. Exames de sangue podem detectar a presença desse hormônio em torno de 11 dias após a concepção, ou em exames de urina em torno de 12-14 dias após a concepção.

Fora esta questão importante da placenta, o HCG sinaliza ao hipotálamo (região do cérebro que afeta diretamente o metabolismo) para mobilizar a utilização das reservas de gordura. Na gravidez, o efeito desse hormônio ajuda a trazer nutrientes para a placenta e consequentemente, facilitando o crescimento do feto.

Até aí tudo bem, pois esse é um hormônio que nosso corpo produz naturalmente. O problema é que criaram uma dieta baseada em sua utilização!

Para que você entenda do que estou falando, veja uma análise sobre a dieta HCG!

Dieta HCG, como ela funciona?

Esta dieta não tem nada de novidade. O médico britânico Albert Simeons já utilizava algo parecido na década de 50!

A dieta de HCG combina injeções diárias deste hormônio com uma dieta altamente restritiva de apenas 500 calorias. Os idealizadores da dieta preconizam que você pode perder de 450g a 1,3kg por dia!

No geral, as pessoas utilizam a dieta HCG por cerca de três semanas. A dieta deve ser iniciada após a 3ª injeção, você deve aderir à dieta de 500 Kcal por até 72 h após a aplicação da última injeção. Nem um tipo de açúcar, frutas com elevado índice glicêmico, alimentos processados e amidos não são permitidos.

Além disso, as pessoas envolvidas nesta dieta são induzidas a realizar atividades físicas. Mas será que vale a pena utilizar esta dieta? É o que vou tentar te explicar!
HCG, vale a pena seguir esta dieta?
Na década de 80, mais precisamente em 1983, os pesquisadores Birmingham & Smith lançaram uma revisão de literatura com um título no mínimo sugestivo “Gonadotrofina coriônico humana não tem nenhum valor ou efeito no controle da obesidade”.

Veja a conclusão do estudo: “Como a ‘terapia’ utilizando o HCG para tratamento da obesidade vem sendo altamente desacreditada e consequentemente rejeitada por grande parte da comunidade médica, qualquer profissional cujos pacientes venham a possuir quaisquer efeitos colaterais indesejados, em decorrência da utilização desta terapia, precisa ser responsabilizado civil e até mesmo criminalmente”.
 
 
Em 1995, Lijesen realizou um estudo em larga escala, na Holanda, para verificar se as pessoas que realizavam a utilização de HCG realmente tinham algum resultado palpável em termos de emagrecimento. Concluíram, após o final do estudo, que não há quaisquer evidências sustentáveis que o hormônio promova perda de peso, maior utilização ou redistribuição de gordura, redução no apetite ou ainda, aumento no bem-estar. Desta forma, o uso do HCG não pode ser considerado uma terapia apropriada para perda de peso em geral.

Acredito que estes dois estudos já sejam bastante conclusivos, somando-se ao fato que não existe na literatura um estudo feito em populações consideráveis, que mostre benefícios na utilização do HCG para o emagrecimento.

Mas se isso ainda não for o bastante, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, em documento oficial, deu o seguinte parecer:

Considerando que existem diversos médicos administrando HCG para pacientes que buscam emagrecer, alegando eficácia para tal objetivo;

Considerando que não foi encontrada até hoje, nenhuma evidência cientifica de que o HCG seja útil no tratamento da obesidade (sabendo que há evidências de que não há nenhuma eficácia);

Considerando que o tratamento com HCG pode trazer efeitos colaterais consideráveis  para os pacientes, podendo levar a graves consequências clínicas, já citadas na literatura médica;

A SBEM e a ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica) posicionam-se frontalmente contra a utilização de terapias com base no HCG, visando o emagrecimento, levando em conta que conduta não apresenta evidências científicas de eficácia e apresentar riscos para a saúde.
No parecer do CRM (conselho regional de medicina) do Mato Grosso do Sul, temos este texto:

Não há provas científicas sustentáveis de que a Gonadotrofina Coriônica (HCG) aja sobre o metabolismo dos lipídios ou ainda, que tenha qualquer atuação sobre a distribuição dos tecidos adiposos. Consequentemente, a Gonadotrofina Coriônica (HCG) não apresenta qualquer tipo de indicação relativa ao controle de peso.
Pareceres como estes podem ser encontrados aos montes. Porém, quero te mostrar onde esta a grande sacada dos “profissionais” que fazem a utilização desta terapia!
Por que a dieta HCG “funciona”?
Talvez você esteja pensando: mas aquela pessoa que eu conheço disse que emagreceu com a dieta HCG! E vou te falar, se seguir o que eles falam, perde peso mesmo! Como assim? Primeiro, perder peso não é emagrecer, conforme mostramos em outro artigo. Além disso, cortar calorias de maneira desalinhada, também não é uma estratégia inteligente 

Desta forma, esta dieta traz malefícios para o corpo e traz apenas uma perda de peso (e não emagrecimento) momentânea. Ninguém precisa de ingestão de HCG para perder peso em uma dieta de 500 calorias! A conta é simples.

Então, se você me disser que conhece alguém que emagreceu com esta dieta, será que ela apenas perdeu peso? Em caso afirmativo, esta pessoa não emagreceu e muito provavelmente, apenas perdeu massa muscular.

Enfim, eu e milhares de outros profissionais estamos alertando. Esta não é uma dieta que traga resultados de verdade ou que seja segura. Existem milhares de outras formas, saudáveis e sustentáveis de perder peso, sem terapias malucas, muito mais baratas e que farão sua saúde melhorar exponencialmente. Mas para isso, você precisa estar disposto (a) a ser disciplinado (a) e focado (a). A escolha é sua! Bons treinos!



Fonte: Treino de Mestre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog