quarta-feira, 12 de agosto de 2015

5 coisas que fazem você perder tempo no treino (e prejudicam seus ganhos)

distracoes-academia

O seu progresso no treino não depende de quanto tempo você passa dentro da academia, mas sim o que você faz lá dentro. Quanto mais inteligente e eficiente for o seu treino, maiores serão as chances de progresso. Veja 5 coisas que provavelmente estão fazendo você perder tempo dentro da academia e, portanto, prejudicando seus ganhos.

1 – Fazer variações idênticas do mesmo exercício

Um treino não é feito de um único exercício, precisamos atingi-lo de maneiras diferentes para estimulá-lo por completo. Contudo, isto não significa que você tenha que fazer variações quase idênticas do mesmo exercício. Por exemplo: se você já faz supino reto com barra, não é necessário fazer supino reto com halteres ou supino reto articulado no mesmo treino. Isto vai fazer você perder energia preciosa fazendo um exercício que vai gerar praticamente o mesmo estímulo quando poderia estar fazendo um exercício diferente.
Existes exceções onde métodos avançados forçam o praticante a fazer exercícios quase idênticos no mesmo treino, mas não é o caso de 99% das pessoas que estão fazendo isto sem um critério específico.

2 – Levar o celular para o treino

Levar o celular para o treino é a pior coisa que você pode fazer em relação a eficiência e intensidade. Mesmo que você leve o aparelho “apenas para ouvir música”, isto abre uma janela desnecessária para que você perca o foco do treino olhando algo estúpido no celular (isto tende a acontecer com frequência e vai se repetir). Acredite, durante uma hora que você estará treinando, a não ser que você seja um cardiologista que tenha que estar preparado a qualquer momento para uma cirurgia crítica, dificilmente algo vai acontecer que te obrigue a ter o celular perto de você. E até hoje, ninguém morreu porque treinou escutando um gênero musical que não gosta.
3 – Esperar para conseguir fazer um exercício específico
Não há problema em chegar na academia e esperar (por exemplo) o banco do supino reto ou o rack do agachamento para então começar o treino, o problema é você interromper um treino em andamento porque alguém está usando o seu aparelho, banco ou espaço favorito. Ao se deparar com uma situação dessas, seja proativo e execute uma variação do exercício que esteja livre para ser executada. Isto não vai afetar o seu progresso, vai assegurar a intensidade do treino e, de quebra, adicionar um pouco de variedade.

4 – Socializar dentro da academia

Ao mesmo tempo que é desnecessário ser antissocial e sequer dar bom dia para os outros que estão compartilhando o mesmo ambiente, você não precisa transformar o treino em um evento social. Assim como o celular, isto abre uma oportunidade para que eventuais conversas atrapalhem a intensidade do seu treino (muitas vezes sem você perceber). Enquanto a conversa está boa, o tempo voa e a eficiência do seu treino também.
É muito comum encontrar pessoas com gostos e pensamentos parecidos dentro da academia, mas aprenda a separar as coisas e levar o bate-papo para fora deste ambiente.

5 – Não marcar o tempo entre as séries

A não ser que você já treine há muitos anos e tenha consciência de quanto tempo o seu descanso entre as séries dura, não confie no seu instinto. Leve um relógio de pulso ou use o relógio da academia (boas academias terão vários relógios espalhados). É muito fácil se distrair entre as séries e se pegar pensando na briga que teve com a namorada/esposa no dia anterior ou coisas do gênero.
Intervalos cronometrados que forçam você a fazer uma nova série com descanso incompleto (digamos, um minuto) são um dos fatores que geram o estresse metabólico necessário para estimular hipertrofia. Então, se você viaja na maionese entre as séries com tempo de descanso indefinido, você pode estar abrindo mão de uma parte dos estímulos para progredir.



Fonte: Hipertrofia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog